Estrelinhas do mouse.

sábado, 16 de junho de 2012

Um minuto para reflexão...

A Esmola.

J. Norinaldo.

Já não tenho mais esmolas a pedir, e a camisa que me dás não é meu número, bem menor que a etiqueta que ostenta, que não combina com os sapatos já sem cor. Se notas  o esmalte em minhas unhas, é que ainda ontem nunca precisei pedir,  por isto vejo que  a camisa que me doas é pequena, ainda mantenho a capacidade de medir. Não é soberba recusar o teu presente, mas atrás vem gente e nela talvez  caberá, a que tenho mesmo rota e sem botões, ainda me abriga por invernos e verões, e quem vem atrás, quem sabe nem uma rota terá. Deus te pague mesmo assim pela esmola, me consola que a bondade ainda existe, mas que o manto que o rei mandou queimar, não ameniza mais o frio de ninguém, que foi indigno de usar mesmo que em trapo, um farrapo que já aqueceu alguém. Não importa a pintura e sim o templo, como o exemplo da camisa que me doas, o manto não é nada sem pessoas, a vida não se aprende na escola;  não combinam as minhas unhas com esmalte, com as mãos estendidas a esmola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sintam-se todos a vontade para tecerem qualquer comentário.

twitter facebook orkut

Seja otimista. Se parece haver uma nuvem negra sobre a sua vida, olhe pelo lado bom, pode ser sinal de que vai chover na sua horta.